Fim da vida deste blog ?

13/setembro/2007

Justamente quando eu estava pensando em encerrar as atividades deste blog, exatamente pelos motivos que mencionei em meu post anterior, percebi que tenho recebido diariamente um certo volume (modesto, mas constante) de visitantes que chegam por diversos caminhos – buscadores, diretórios de sites de bookmarking, sites que comentei, …

Leia o resto deste post »

Um novo momento em nosso blog corporativo

13/julho/2007

As últimas semanas têm sido bastante atarefadas, tornando mais escasso o tempo para investir na redação de posts para os meus blogs.

E nos momentos em que tive tempo disponível nesse período, tive que escolher entre elaborar posts para o blog corporativo (em que sou um dos múltiplos autores cadastrados) ou para este blog externo.

Bem, tenho o compromisso de extrair o máximo do blog corporativo de forma a gerar aprendizado sobre a experiência. Assim, optei por redigir os posts no blog interno. Mas não deixo de ter uma conclusão importante para compartilhar aqui.

Leia o resto deste post »

Blogs x Wikis

10/junho/2007

Ronaldo Richieri escreveu no blog “Papagallis – Aprendizagem Informal” um post chamado “5 Maneiras de Usar uma Wiki no Trabalho“, traduzindo um outro trabalho.

De forma resumida, as 5 sugestões são:

  • para manuais de procedimentos,
  • painéis de projetos;
  • quadros de avisos;
  • perguntas frequentes (FAQ); e
  • brainstorming.

São sugestões consistentes.

Blogs e wikis diferem no fato destes últimos permitirem a redação coletiva de um mesmo texto – diferentemente do que os blogs permitem, que é o acréscimo isolado de novos textos, associados ao texto principal por meio das tags ou pelo uso do recurso de comentários.

Blogs, por outro lado, permitem uma contribuição menos estruturada – descartando a princípio maiores esforços de estruturação dos capítulos, seções e sub-seções do texto a ser produzido. Permitem um início mais rápido – embora isto implique em maior trabalho pós-lançamento, para organizar os textos gerados em um produto consistente.

Blogs, assim, podem ser uma ótima opção quando ainda não há certeza sobre os textos que serão produzidos.

Como começar um blog corporativo, por Rodrigo Prior

31/maio/2007

Encontrei também um post interessante de Rodrigo Prior no blog Prior Bloggando, chamado “Por onde começar ?“.

Embora também pareça se restringir aos blogs do tipo “divulgação de informações”, faz algumas recomendações concretas e objetivas sobre cuidados a tomar.

Como eu tenho dito… é disso que estamos precisando. Obrigado, Rodrigo.

Comentários irados a post sobre blogs corporativos

31/maio/2007

Há alguns comentários céticos e irados sobre blogs corporativos em resposta a um post de Guto Okamoto no blog AdRulez. A discussão é saudável, mas me parece também que essa imagem de “iniciativas oportunistas” é resultado da falta de uma manifestação coerente por parte das corporações.

Ou, quem sabe, o oportunismo pode ser verdade – com raras exceções que tentam fazer um implementação séria e planejada.

O post se chama “E os blogs corporativos ?“.

Quando a mídia vai entender os blogs corporativos ?

31/maio/2007

A imprensa ainda insiste em avaliar os blogs corporativos apenas como canais para divulgação de informações.

O Estadão publicou o artigo “É baixa a adoção de blogs corporativos no Brasil“, “diagnosticando” que “apenas 0,54% das empresas brasileiras utilizam blogs para divulgar informações” e “as companhias brasileiras exploram mais as ferramentas convencionais de comunicação“.

Blogs em substituição a intranets ?

31/maio/2007

Interney Edney Souza escreveu um post interessante em seu blog Interney chamado “Blogs Corporativos e Intranets“, em que menciona uma sobreposição entre o uso de blogs e intranets no ambiente corporativo, mas já apresentando algumas diferenças em funcionalidades que distinguem bem as duas ferramentas. Vale a pena ler o post.

Acrescento que os blogs são um bom complemento para um portal de intranet, pois permitem a criação disseminada de conteúdo, ampliando a capacidade de comunicação dos departamentos, não dependendo mais da intermediação do departamento de Sistemas ou de Marketing para formatação de textos e imagens.

E eu não me preocuparia com eventuais deslizes gramáticos, visuais ou de estilo na redação dos posts. Os leitores saberão que os blogs e o restante do portal de  intranet não são o mesma coisa – ou seja, aceitarão as eventuais imperfeições. Até mesmo as considerarão parte da personalidade dos blogs.

Como estimular comentários aos posts

26/maio/2007

Guilherme Valadares escreveu para o BRPoint um post com algumas dicas para aumentar o número de comentários aos posts de um blog.

Em “Como tripliquei a quantidade de comentários em meu blog”, sugere o uso de dois plug-ins para exibir um rankinkg dos “top commenters” e permitir o acompanhamento de novos comentários por meio do envio automático de e-mails a cada novo comentário.

Guilherme já testou a estratégia e garante que funciona.

Penso que o mesmo recurso pode ter utilidade nos blogs corporativos. O responsável pela iniciativa dos blogs pode planejar (e acompanhar) mecanismos de “recompensa” para aqueles que explicitam seu conhecimento na forma de bons comentários a posts – um ativo quase tão valioso quanto um bom post em si.

Lembrando: “recompensa” pode ser prêmio, mas também pode ser reconhecimento.

Creio que valha a pena ter em mente também que os bloggers não-corporativos muitas vezes são movidos pela oportunidade de promoção de seus próprios blogs aos fazer comentários nos blogs dos outros, o que pode não acontecer no ambiente corporativo. Afinal, uma chance de dizer “ei, venha conhecer o blog do RH, é muito legal” pode não ser suficientemente atrativo.

Comentário sobre “Blogueiros arriscam emprego”

25/maio/2007

Fábio Cipriani publicou em seu blog “Blog Corporativo” um comentário sobre o artigo “Blogueiros arriscam emprego”, da Info Online.

Eu li o comentário de Fábio, o texto da Info, e o artigo original da YouGov. (Os links originais estão no post de Fábio; não desejo desviar o tráfego do post repetindo-os aqui.)

Eu diria… Calma, Fábio – acho que você estava nervoso. Ambos os artigos originais são superficiais e óbvios… afinal, é claro que é arriscado gastar tempo do expediente bloggando ou falar mal em público sobre chefes e colegas do ambiente de trabalho.

Ambos os jornalistas não pareciam estar em seus melhores dias.

Erros mais comuns dos blogs e suas soluções, segundo a JumpExec

24/maio/2007

O portal de notícias JumpExec publicou um artigo sobre o que definiram ser “os erros mais comuns dos blogs corporativos”.

Acho que a lista poderia ser muito mais extensa e diferenciar as dificuldades de diferentes tipos de blogs coporativos, mas é muito bom encontrar um artigo com uma análise cuidadosa e sugestões sobre o assunto.

O artigo é curto, e sua leitura vale a pena.

Apenas antecipando os itens mencionados, os “erros mais comuns” (segundo o portal, hospedado sob o megaportal do UOL) são:

  • Falta de objetivos
  • Uso de plataformas gratuitas
  • Falta de métricas adequadas

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.